-

-

terça-feira, 27 de março de 2012

Pelo Retorno das Justas. Os Cavaleiros de Mayhem!

O que é uma Justa?
Justa é um desporto jogado por dois cavaleiros com armaduras montados em cavalos. Consiste numa competição marcial entre dois cavaleiros montados, usando uma variedade de armas, geralmente em grupos de três por arma (como a inclinação com um lança, golpes com machados, ou golpes com a espada), entre outros, muitas vezes, como parte de um torneio.
A justa foi um jogo marcial na Idade Média, sendo necessário ter uma habilidade muito grande para praticar este desporto. Embora o primeiro torneio foi feito em 1066, a justa não ganhou popularidade generalizada até o século XII. É mantido o seu estatuto como um desporto popular europeu até ao início do século XVII.
Em uma área chamada de arena, dois cavaleiros montados em cavalos combatiam. Cada cavaleiro portava uma lança de madeira com uma ponta sem corte. Cada um tentava quebrar sua lança no corpo ou na cabeça de seu oponente ou tentava derrubar seu oponente de seu cavalo. Eles recebiam pontos por quebrarem uma lança (o número de pontos dependia da parte atingida do corpo do oponente) e, geralmente, podia-se ter de uma a três investidas por rodada.Mesmo as armas não tendo cortes, muitos cavaleiros eram feridos os mortos em justas.
O vencedor da justa seguia na competição e podia desafiar outros cavaleiros. O perdedor tinha que entregar sua armadura e seu cavalo para o vitorioso. Geralmente, o vitorioso vendia a armadura e o cavalo para o perdedor. Dessa maneira, os cavaleiros poderiam juntar uma fortuna (ou perdê-la) nos torneios. Um cavaleiro, Ulrich Von Lichtenstein, fez uma grande carreira em torneios pela Europa e escreveu sobre suas aventuras. O personagem de Heath Ledger imitava Sir Ulrich no filme "Coração de Cavaleiro.
A justa foi incorporada em torneios vários séculos após a sua estreia. O torneio permitiu uma melhor exibição da habilidade individual e, embora perigosa, ofereceram grandes somas de dinheiro do prémio. Muitos cavaleiros fizeram a sua fortuna com esses eventos, enquanto muitos perderam a fortuna ou mesmo a vida. Por exemplo,Henrique II da França morreu quando uma lança do seu adversário atravessou a sua viseira e a quebrou em fragmentos, cegando o olho direito e penetrando na sua órbita direita e têmpora.
Os Cavaleiros de Mayhem
Charlie Andrews lidera os "Cavaleiros de Mayhem", um grupo de Lancelotes e Galahads dos tempos modernos. O objetivo dos cavaleiros é transformar os torneios medievais de Justa, que hoje são apenas atos encenados em feiras do Renascimento, em um fenômeno do esporte profissional que irá correr o mundo. Para os cavaleiros, os torneios não são os espetáculos que vemos em restaurantes. Segue abaixo o resumo dos episódios.
1-Tempo de Treinamento
Os Cavaleiros de Mayhem, uma trupe de dez "cavaleiros" e seus acompanhantes "escudeiros", vão à cidade de McDade, Texas, onde eles começam a treinar para sua próxima temporada de justa. O capitão Charlie Andrews colocou todo o seu tempo e dinheiro nesta trupe com as esperanças de alavancar a justa das feiras renascentistas e levá-la ao mundo dos profissionais de esportes radicais.

Mas as suas tentativas não acontecem sem desentendimentos entre Charlie e seu antigo mentor, Patrick Lambke, o chamado "Cavaleiro Negro". Enquanto isso, dois dos cavaleiros veteranos de Charlie ainda brigam por conta de um incidente passado.

Eles terão de aprender a trabalhar juntos, mesmo que isso signifique resolver suas diferenças na
ponta de uma lança. Além disso, três jovens estreantes chegaram.

Apesar de seus fortes corpos atléticos, estes novatos precisarão de horas de treinamento. Juntos, os cavaleiros percorrerão uma semana de treinamento intenso e conflitos de personalidade e luta para sobreviver, literalmente, tudo em uma tentativa de chegar ao topo do mundo mortal e perigoso da justa.

Vestindo 68kg de armaduras medievais, estes homens montam cavalos e atacam uns aos outros com lanças de madeira maciça atingindo velocidades de até 30 km/h. No momento da colisão entre os cavalos, o cavaleiro tem o desafio de controlar o seu animal e manter o raciocínio.

O impacto pode ser devastador: contusões, ossos quebrados e até mesmo a morte.

Com Charlie na liderança, os Cavaleiros de Mayhem pretendem transformar essa prática num esporte profissional da moda. Será que os Cavaleiros serão capazes de levar o seu esporte para fora do mundo do Renascimento?

2- Jogo Duro

Os novatos competem pela primeira vez e a única coisa que Charlie pode prometer a eles é a dor – e ele vai garantir que eles sintam dor quando o enfrentarem.

Os altos níveis de testosterona são visíveis, enquanto os Cavaleiros vão até Sonora, na Califórnia,
para o Campeonato da Costa Oeste, onde o sangue e as contusões estão no centro das atenções.

Charlie tem contas a acertar aqui, ele se prepara para encontrar um jovem cavaleiro que, aos 19 anos, derrubou-o do cavalo em uma competição anterior.

Determinado a defender seu título e vingar sua honra, Charlie promete derrubar qualquer um que se atreva a desafiá-lo, enviando numerosos concorrentes ao chão e um para o hospital.

Mas, com novas lesões que vêm a toda hora, a trupe vai ser capaz de enterrar o medo e seguir em frente na competição?

3- Apostas Abertas

Uma bolsa de $20.000,00 está na reta, Charlie Andrews e os Cavaleiros de Mayhem competem pela vitória na Sherwood Forest Fair em McDade, Texas, tentando fazer com que a justa torne-se um esporte profissional.

O armeiro William Brunson chegou para produzir armaduras para os Cavaleiros de Mayhem, e o
primeiro a ser atendido é o novato Joe Ambrosious.

Joe, um ex-jogador de futebol americano que treinava em casa, no Arizona, espera finalmente provar que é um competidor digno, depois de não ter passado no último torneio.

Jake “A Cobra” Paul, lutador de artes marciais e outro novato na justa, tira sua atenção do ringue e entra para a trupe. O cavaleiro veterano Brian Stephenson recupera-se de uma severa concussão sofrida no último torneio, e tem esperança de vencer no Texas.

A estrela canadense da justa, Greg Boxma, também participa. Um novo cavalo pode ser exatamente o que o Cavaleiro Negro, Patrick Lambke, precise para finalmente vencer de Charlie, mas, em se tratando do Cavaleiro Negro, nada nunca é como parece ser.

As apostas estão altas e a bolsa está recheada, os cavaleiros vão até o Texas para praticar a justa em busca do título, mas, mais importante ainda, em busca do dinheiro.

4-Ameaça ao Trono

Os Cavaleiros de Mayhem se revezam enfrentando seu líder, o campeão internacional de justa Charlie Andrews, em Ogden, Utah, para tomar decisões a respeito do Ultimate Jousting Championship, em Las Vegas, que está se aproximando.

O novato Jake “A Cobra” Paul e o veterano Brian Stevenson destacam-se e dão a Charlie seu maior teste até agora. Charlie e seu sócio Gabriel Giordano encontram-se com um agente esportivo profissional, na tentativa de avançar com a justa enquanto esporte.

Consequências do último torneio por dinheiro em Austin, no mês anterior, colocam o relacionamento de Patrick Lambke, o Cavaleiro Negro, e dos Cavaleiros de Mayhem em perigo.

Além disso, um vírus equino altamente contagioso e mortal ameaça toda a empreitada.


5- Batalha em Las Vegas

O Ultimate Jousting Championship começa na South Point Arena e no Equestrian Center em Las Vegas, e dá início a uma nova era da justa.

O evento traz o sucesso do sonho do líder dos Cavaleiros de Mayhem Charlie Andrew –
transformar a justa em um esporte profissional.

Com a sua perseverança, Charlie e seu sócio Gabe Giordano levaram este esporte ao próximo nível. A estreia do UJC chamou a atenção de praticantes veteranos de fora da trupe dos Cavaleiros de Mayhem.

Estes competidores se recusam a perder o maior torneio dos dias de hoje. O veterano Talon MacKenna está deixando sua aposentadoria para participar do evento.

O veterano Dustin Stephens vem praticando a justa desde criança e participará do torneio com esperanças de vencer. Membros dos Cavaleiros de Mayhem também estarão lá, incluindo o veterano Brian Stephenson, que aparece no torneio após ter vencido Charlie Andrews pela primeira vez.

O veterano Jason Armstrong vai até Las Vegas com sua esposa e família. O novato Joe Ambrosius está orgulhoso de praticar a justa e junta-se ao também novato Jake Paul e ao mais novo praticante do grupo, Greg Boxma. Estes três jovens atletas esperam vencer em Vegas.


Copyright © construindohistoriahoje.blogspot.com. Este texto está sob a licença de Creative Commons Attribution-No Derivatives. Você pode republicar este artigo ou partes dele sem solicitar permissão, contanto que o conteúdo não seja alterado e seja claramente atribuído a “Construindo História Hoje”. Qualquer site que publique textos completos ou grandes partes de artigos de Construindo História Hoje tem a obrigação adicional de incluir um link ativo para “http://www.construindohistoriahoje.blogspot.com”. O link não é exigido para citações. A republicação de artigos de Construindo História Hoje que são originários de outras fontes está sujeita às condições dessas fontes.
Você quer saber mais?

http://www.natgeo.com.br/br/especiais/os-cavaleiros-de-mayhem/

http://www.natgeo.com.br/br/especiais/os-cavaleiros-de-mayhem/episodios/

http://www.natgeo.com.br/br/especiais/os-cavaleiros-de-mayhem/fotos/

http://www.medievalfair.org/

http://www.royalmedievalfaire.org/

http://pessoas.hsw.uol.com.br/cavaleiros4.htm

11 comentários:

  1. Boa tarde, Leandro.
    Muito bom este post, vai pro meu Facebook.
    Acho que por mais (relativamente) perigosa que esta modalidade seja, ela é válida por resgatar um costume que foi comum por séculos.
    E é incrivelmente divertida.
    Abraço, Leandro.

    ResponderExcluir
  2. Salve amigo Jacques,
    Bah, obrigado por divulgar. Acho fantástica a determinação do grupo em resgatar esse costume mesmo que apresente alguns riscos aos participantes. Mas, quantos esportes levam os atletas a riscos extremos e nem por isso são proibidos.
    Então, escolhamos as montarias, um bom armeiro e ao torneio. PELO RETORNO DAS JUSTAS!!!!!!!!!
    Saudações nobres,
    Leandro CHH

    ResponderExcluir
  3. Olá Leandro, boa tarde amigo,

    Acho super perigoso essas competições,mas em todas competiçoes, esportes, os participantes sempre correm alguns riscos.

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  4. Olá Leandro, boa tarde amigo,

    Acho super perigoso essas competições,mas em todas competiçoes, esportes, os participantes sempre correm alguns riscos.

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  5. Oi amiga Smareis,
    Realmente são competições perigosas, mas que resgatam um periodo da história muito importante. Fora o fato exigir extrema habilidade na montaria, e equilibrio e dominio sobre as armas usadas na Justa.
    Abraços,
    Leandro CHH

    ResponderExcluir
  6. O perigo na Justa é real, mas se todas os cuidados forem tomados para proteger e atender os competidores. Acredito que pode ser uma atividade desportiva muito bem vinda e cativante.

    ResponderExcluir
  7. Excelente Post meu caro Leandro, eu como um medievalista declaradamente apaixonado viajei até a Idade Média neste post. Meus sinceros parabéns. Um dos melhores posts que vi em seu blog. Espero que tenha mais deste tipo!
    Hail irmão de Guerra!

    ResponderExcluir
  8. Hail Sauron, senhor da Terra Média!
    É sempre uma honra tê-lo presente em meu humilde trabalho. Fico grato que tenha gostado do post. Farei o que for preciso para aperfeiçoar novos post medievais.
    Salve Sauron,
    Leandro CHH

    ResponderExcluir
  9. Olá Leandro!
    Muito bom esse post, gostei tanto que peguei uma parte do seu texto pra um post no meu blog: http://ereequisminiaturasdepapel.blogspot.com.br/
    Faço miniaturas de armaduras medievais entre outras, e to começando uma de Justa.
    Gostei muito do seu blog, ta de parabéns pelo trabalho, um grande abraço.

    Leandro

    ResponderExcluir
  10. Olá Leandro!
    Muito bom esse post, gostei tanto que peguei uma parte do seu texto pra um post no meu blog: http://ereequisminiaturasdepapel.blogspot.com.br/
    Faço miniaturas de armaduras medievais entre outras, e to começando uma de Justa.
    Gostei muito do seu blog, ta de parabéns pelo trabalho, um grande abraço.

    Leandro

    ResponderExcluir
  11. Salve Leandro, bah miniaturas historicas deve ser muito legal. Logo vou visitar seu blogue e colocar na minha lista de preferencias. Acho muito legal miniaturas, principalmente aquelas que relatam batalhas da antiguidade.
    Saudações.

    ResponderExcluir

Para você que visitou o meu blogue, e compartilhou de seu conhecimento nesse espaço. Contribuindo com o crescimento do Construindo História Hoje. O meu muito obrigado, por fazer parte desse humilde projeto, que busca levar de forma simples e objetiva o entendimento dos acontecimentos historicos.
Cordialmente,
Leandro Claudir

Para usted que ha visitado mi blog, y compartió sus conocimientos en esta área. Contribuir al crecimiento de la construcción de la Historia de Hoy. Mi gracias por ser parte de este proyecto humilde, que trata de tener una comprensión simple y objetiva de los acontecimientos históricos.
Atentamente,
Leandro Claudir

For you who visited my blog, and shared his knowledge in this area. Contributing to the growth of the Building History Today. My thank you for being part of this humble project, which seeks to take a simple and objective understanding of historical events.
Sincerely,
Leandro Claudir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...