-

-

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

A Queda da Natalidade no RS.

Berçario Vazio

Censo 2010 - Primeiros Resultados

Total da população 10.695.532 pessoas
Total de homens 5.205.705 pessoas
Total de mulheres 5.489.827 pessoas
Total da população urbana 9.102.241 pessoas
Total da população rural 1.593.291 pessoas
Total de domicílios particulares 4.236.671 domicílios
Total de domicílios particulares ocupados 3.584.940 domicílios
Total de domicílios particulares não-ocupados fechados 19.700 domicílios
Total de domicílios particulares não-ocupados de uso ocasional 306.905 domicílios
Total de domicílios particulares não-ocupados vagos 325.126 domicílios
Total de domicílios coletivos 5.676 domicílios
Total de domicílios coletivos com morador 3.016 domicílios
Total de domicílios coletivos sem morador 2.660 domicílios
Taxa média de crescimento anual 0,49 %
Fonte: IBGE, Primeiros Resultados do Censo 2010.

Taxa de crescimento zero no RS deve ocorrer até 2030, projeta coordenador do Censo 2010.



O Rio Grande do Sul deve verificar uma taxa de crescimento populacional zero até 2030, projetou o coordenador de dilvulgação do Censo 2010 no Estado, Ademir Koucher. Apenas na década seguinte o Brasil deve não ter um aumento de crescimento de pessoas, quando o país atingiria 219 milhões de pessoas.

A tendência de cresciemento zero até 2030 pôde ser traçada após a verificação do aumento populacional de apenas 0,49% entre 2000 e 2010.

— O RS tem uma taxa de fecundidade muito baixa que vem se verificando nos últimos 20 anos, o Estado vem dimunindo gradativamente o número de filhos por mulher fértil. Por outro lado, aumenta-se a expectativa de vida — explicou Koucher.

Os dados, no entanto, não chegam a níveis de envelhecimento como os verificados na Alemanha:

— O nosso Estado passa a ter um padrão muito próximo dos países mais desenvolvidos, mas não chegamos ao porte de uma Alemanha - que para cada grupo de 100 crianças tem mais de 100 idosos. Aqui no RS estamos em torno de 80 — detalhou o coordenador de dilvulgação do Censo 2010 no RS.

Você quer saber mais?

http://www.saude.rs.gov.br/

http://zerohora.clicrbs.com.br/

"A voz do Partido de Representação Popular"

Nesta imagem vemos a capa da primeira edição do livro “Palestras com o Povo” produzido pela Livraria Clássica Brasileira em 1959.

Com o titulo “Palestras com o Povo”, Plínio Salgado iniciou no dia 9 de agosto de 1957, às 21:35 horas, na Rádio Globo, transmissão de seu programa semanal de rádio em ondas curtas e longas em todo o território nacional.

O programa vinha sendo mantido gradativamente pelos brasileiros de todo o Brasil, cujos nomes eram mencionados, com as respectivas quantias doadas, antes de cada transmissão, fato inédito na história da radiodifusão brasileira.

Acima o registro da Sra. Cenira Nogueira Valerio, residente na cidade do Rio de Janeiro, que contribuiu com mil Cruzeiros, em 05 de junho de 1959, para o restabelecimento das irradiações de “Palestras com o Povo”.

As “Palestras com o Povo” foram, ao longo do tempo, penetrando no coração dos ouvintes, ecoando suas palavras através das ondas de rádio em todo o país. O programa não demorou a se tornar popular, resultado este que cerca de trinta estações emissoras, em diferentes estados, retransmitiam voluntariamente as palavras poéticas de Plínio Salgado.

Devido à escassez de recurso, uma das formas encontradas para manter o programa no ar foi idealizada pela Comissão da “Ação Nacionalista Brasileira”, que promoveu a obtenção de recursos para a manutenção do programa no ar através das doações financeiras de simpatizantes.

Outra forma encontrada foi à publicação do livro “Palestras com o Povo” pela Livraria Clássica Brasileira S/A, que lançou a edição em beneficio da “Ação Nacionalista Brasileira”, com a finalidade de proporcionar recursos para a volta de Plínio Salgado a Rádio Globo.

Infelizmente, uma parte das transmissões não foi gravada ou taquigrafada, porém a maioria ficou perpetuada no jornal do Partido de Representação Popular – PRP “A Marcha”, através da transcrição de Osvaldo Poveleri, este jornal ainda hoje pode ser encontrado em Museus pelo Brasil.

Propaganda do programa de Plínio Salgado transmitido todas às terças-feiras na Rádio Globo.

Autor: Guilherme Jorge Figueira

ADVERTÊNCIA: A reprodução e/ou utilização das imagens desta postagem sem a autorização prévia por escrito do autor são expressamente proibidas. Para entrar em contato por email: historia.do.prp@gmail.com

Você quer saber mais?

http://www.historia-do-prp.blogspot.com

“O Livro Verde da Minha Campanha”

O livro intitulado “O Livro Verde da Minha Campanha”, com a primeira edição datada de 1956, produzida pelo candidato a Presidência da República pelo Partido de Representação Popular – PRP Plínio Salgado, teve como principal objetivo fazer uma reflexão e análise crítica da campanha presidencial de 1956.

Neste exemplar, lançado pela Livraria Clássica Brasileira, o candidato aborda temas polêmicos da campanha presidencial como os acontecimentos de 1938, documentos demonstrando ligações entre o Integralismo e o Fascismo Italiano, entre outros assuntos que estiveram em voga durante o pleito.

Atualmente e possível encontrar a primeira ou segunda edição deste livro em sebos virtuais como a estante virtual.

Autor: Guilherme Jorge Figueira

ADVERTÊNCIA: A reprodução e/ou utilização das imagens desta postagem sem a autorização prévia por escrito do autor são expressamente proibidas. Para entrar em contato por email: historia.do.prp@gmail.com

Você quer saber mais?

http://www.historia.do.prp.blogspot.com

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
"O Homem inventou a máquina. A máquina, agora, quer fabricar homens. E se um dia saírem homens do ventre das usinas, também os úteros das mulheres gerarão homens-máquinas, sem coração, sem afeto, meros aparelhos de produção..."

Plínio Salgado.