-

-

sexta-feira, 20 de julho de 2012

Movimento Zapatista na atualidade: atividades e expansão.



Guerrilheiros Zapatistas. Imagem: EZLN

O Movimento Zapatista, conhecido também por EZLN (Exército Zapatista de Libertação Nacional), tem nos últimos anos desenvolvido projetos em várias áreas de atividade. Dentre elas citarei algumas como o JRA (Jovenes em Resistencia Alternativa) que busca o apoio da juventude mexicana aos zapatistas. A Radio Insurgente que trabalha dentro das comunidades divulgando em ondas curtas e longas as transmissões dos revolucionários para as regiões de Chiapas. Outro meio utilizado na atualidade pelos revolucionários é a Revista Rebeldia que tem seu enfoque na atuação e filosofias do movimento.

Dentro da temática em questão trataremos da elaboração de Cooperativas, Clínicas e Escolas dentro das comunidades governadas pelos revolucionários. Abordaremos também as atividades dos simpatizantes do Movimento Zapatista que procuram através da adesão à Declaração da Selva afirmar seu apoio às convicções zapatistas.

JRA. Jovenes en Resistencia Alternativa

Formada em 2002 a JRA é uma organização mexicana composta principalmente de jovens estudantes na Cidade do México. Seus membros tem em comum um forte processo de organização em torno do movimento zapatista e as suas iniciativas. Afirmam ser uma organização radical de esquerda de ação pacífica que não busca o poder político tradicional. O grupo organiza festivais de música de expressão político, passeatas, processos de educação popular, e um projeto editorial. Também procuram organizar-se em coordenação com outras lutas e movimentos sociais em solidariedade com os seus processos locais. Seu espaço surge na busca de uma participação política alternativa fora do estado e suas partes, mas também como uma alternativa às formas tradicionais de política.

Radio Insurgente. La Voz de Los Sin Voz.

Desde fevereiro de 2002, a equipe da Radio Insurgente, composto por rebeldes, tem divulgado as idéias e conteúdo da luta zapatista através de FM, ondas curtas. A partir de várias estações nas montanhas do sudeste mexicano. É uma estação produzida pelo Exército Zapatista de Libertação Nacional, totalmente independente do governo mexicano. A Rádio Insurgente tem divulgado o avanço do processo de construção da autonomia nas áreas zapatistas, e promove a divulgação de discursos e músicas nas comunidades indígenas. Seus operadores são treinados dentre a população, incluindo bases de apoio zapatistas, para assumir as estações FM que operam como rádio comunitária. O objetivo é cobrir as cinco áreas de Chiapas controladas pelos Zapatista com  rádios comunitárias que produzem seus próprios programas de acordo com as necessidades e as línguas de cada região..

Revista Rebeldia


A Revista Rebeldia foi fundada em 2002 e a partir de 2003 já possuía edições online com o objetivo de mostrar a experiência do que chamam de Bom Governo realizado pelos zapatistas. Seu enfoque é criar articulações sociais, que divergem da política do governo mexicano. Articulações que não buscam outra coisa senão criar uma força social capaz de construir os obstáculos necessários para evitar o massacre que está ocorrendo com os povos indígenas no México. 

Em seu conteúdo apresenta troca de cartas sobre ética e política do governo entre os membros do movimento, bem como as realizações nas áreas ocupadas, palavras dos lideres zapatistas e assuntos de interesse das comunidades indígenas do México.

Cooperativas

As cooperativas começaram por se desenvolver com a questão do café, como forma de vender o produto em melhores condições do que especuladores intermediários.Também há cooperativas de mulheres, que começaram antes de 1994 com o artesanato como a existente em Oventic em Chiapas. Há também uma cooperativa de sapatos e artigos em pele dentre as diversas comunidades zapatistas.

Clínicas

Em algumas comunidades existem Clínicas de atendimento à saúde onde membros do movimento realizam o trabalho de representantes dos promotores de saúde que são ao mesmo tempo um trabalhador e um formador. Assim pode considerar-se que o seu cargo é triplo: formar-se, exercer e transmitir os seus saberes. Algumas clínicas tem tido maior êxito devido a adesão de médicos do próprio México ou do exterior ao movimento. Possuem ênfase na medicina autônoma e pelo uso de ervas medicinais nos tratamentos.

Educação

Um exemplo do sistema educacional proposto pelos zapatistas, é o presente em Oventic. A educação tem dois níveis: primário e secundário. O ciclo primário conta com 6 anos de prática, e o secundário com 3 anos. Acreditam que o modelo educacional deve corresponder às necessidades do povo. A escola institucional impõe a língua castelhana a crianças que não a falam. Na escola autônoma fala-se com as crianças na sua língua materna (o tzotzil para a zona de Oventic) mas também aprendem o castelhano que é a língua de comunicação com comunidades de outros idiomas. A escola autônoma deve manter um papel de preservação da língua materna, tanto oral como escrita. Além disso, a parte da história tem uma grande importância neste esquema educativo. Trata-se, para os povos indígenas, de conservar o conhecimento das suas origens.

Simpatizantes pelo Mundo

 Bandeira do Exército Zapatista de "Libertação" Nacional. Imagem: EZLN.

O Movimento Zapatistas possui vários simpatizantes. Sua única exigência para aqueles que desejam ser adeptos de seu movimento é que aceitem e respeitem a Declaração da Selva Lancadona. 

Seus adeptos estão presentes principalmente na América do Sul e Europa. Na Europa encontram adeptos no Movimento Europa Zapatista iniciado em 2008 na Grécia. O Movimento Europa Zapatista esta presente em vários países do continente. Seus membros desejam encontrar e reconhecer as pessoas interessadas no trabalho, em solidariedade com a luta zapatista, deliberando sobre as propostas e práticas de um modelo radical e eficaz de econômica e organização social alternativas.

No decorrer do breve estudo sobre o Movimento Zapatista, concluí simplesmente não tratar-se de uma revolução, mas sim de uma reforma do sistema político. Será o mesmo que tirar os mexicanos burgueses do poder e colocar índios burgueses no lugar. Já vimos isso ocorrer na ex-URSS duas vezes. Do czarismo para o comunismo, o povão viu os mesmos líderes nas fábricas e nos campos só trocarem de uniforme. Depois do comunismo para o capitalismo vimos a elite do PC assumir altos cargos no governo russo capitalista como Vladimir Putin. Aonde pretende chegar o subcomandante Marcos quando chegar ao poder? 

Infelizmente é o que vejo. Não há nada de libertário no zapatismo somente novas algemas. Ainda não conseguimos conceber um sistema político igualitário, principalmente se partirmos do principio que a igualdade é uma desigualdade. Ou não? Todos movimentos revolucionários e revoluções só fazem-me pensar naqueles que morrem, passam fome devido a essas ditas revoluções libertárias.

Talvez alcançarmos um meio termo de equilibrio entre todos os interessados em qualquer questão interna de uma nação seja o bom, mas como atingir o equilibrio se sempre é impossível agradar a todos. Alguns sempre teram que se submeter e dirão serem injustiçados, por mais justa que uma utopia possa ser.

Leandro Claudir

COPYRIGHT ATRIBUIÇÃO - NÃO COMERCIAL © 

Copyright Atribuição –Não Comercial© construindohistoriahoje.blogspot.com. Este texto está sob a licença de Creative Commons Atribuição-Não Comercial.  Com sua atribuição, Não Comercial — Este trabalho não pode ser usado  para fins comerciais. Você pode republicar este artigo ou partes dele sem solicitar permissão, contanto que o conteúdo não seja alterado e seja claramente atribuído a “Construindo História Hoje”. Qualquer site que publique textos completos ou grandes partes de artigos de Construindo História Hoje tem a obrigação adicional de incluir um link ativo para http:/www.construindohistoriahoje.blogspot.com.br. O link não é exigido para citações. A republicação de artigos de Construindo História Hoje que são originários de outras fontes está sujeita às condições dessas fontes e seus atributos de direitos autorais.

Você quer saber mais? 













Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para você que visitou o meu blogue, e compartilhou de seu conhecimento nesse espaço. Contribuindo com o crescimento do Construindo História Hoje. O meu muito obrigado, por fazer parte desse humilde projeto, que busca levar de forma simples e objetiva o entendimento dos acontecimentos historicos.
Cordialmente,
Leandro Claudir

Para usted que ha visitado mi blog, y compartió sus conocimientos en esta área. Contribuir al crecimiento de la construcción de la Historia de Hoy. Mi gracias por ser parte de este proyecto humilde, que trata de tener una comprensión simple y objetiva de los acontecimientos históricos.
Atentamente,
Leandro Claudir

For you who visited my blog, and shared his knowledge in this area. Contributing to the growth of the Building History Today. My thank you for being part of this humble project, which seeks to take a simple and objective understanding of historical events.
Sincerely,
Leandro Claudir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...