-

-

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

CRÍTICA AO MOVIMENTO ANARQUISTA. PARTE II.

Direitos e deveres, baseados em um estado legalmente instituido.

Sendo o anarquismo uma teoria segundo a qual a sociedade funciona sem governo. Rejeitando qualquer tutela administrativa e religiosa. A organização social e os serviços necessários à comunidade seriam obtidos mediante a cooperação espontânea de todos os indivíduos pacificamente.

Mas, não há completa cooperação humana pacificamente e nunca houve, pois é contra a natureza humana. Nossa humanidade necessita de direitos e deveres é uma exigência de nossa espécie para o convívio pacifico! Precisamos de leis e orientem e norteiem a vida pessoal e social.

Rejeitando qualquer autoridade constituída, os anarquistas, exigem “liberdade plena” para o povo. Acreditam que minorias “burguesas e elitistas” impulsionam as massas e organizam a produção e o consumo em nome de capitais.

Caos e desordem, baseados em nada.

Do mesmo modo que rejeitam qualquer autoridade constituída para governar os Estados, os anarquistas rejeitam a fé em Deus, e declaram ser a fé nEle uma muleta para ignorantes. “Uma pesquisa realizada pela BBC, mostrou que 92% das pessoas no mundo acreditam em um ser superior independente do credo.”

Em um modelo anarquista o Estado e as instituições políticas e sociais que dispõem de poder coativo seriam substituídos por grupos autônomos, dentro dos quais os indivíduos agiriam com liberdade absoluta.

A questão relevante aqui é que a liberdade não é como um controle remoto, com que se passa pelos programas da sociedade. É uma ferramenta a ser usada com discernimento e sabedoria, pois caso contrário, pode ser altamente destrutiva, nas mãos erradas. E reclamando um socialismo voluntário, o Anarquismo tenta o enlace de duas posições extremas e conduz a resultados idênticos aos desejados pelo Marxismo: a demagógica decomposição do Estado, a capacidade de suprimir privilégios de classes, e a falsa abolição da propriedade privada, etc. O anarquismo e o socialismo divergem sobre os rumos tomados pela revolução proletária, mas são apenas faces na mesma moeda.

Você quer saber mais?


FALE COM OS CONSTRUTORES

http://construindohistoriahoje.blogspot.com/2010/07

http://construindohistoriahoje.blogspot.com/search/label/F%C3%89

http://construindohistoriahoje.blogspot.com/search/label/PESSOAL

http://construindohistoriahoje.blogspot.com/search/label/INTEGRALISMO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para você que visitou o meu blogue, e compartilhou de seu conhecimento nesse espaço. Contribuindo com o crescimento do Construindo História Hoje. O meu muito obrigado, por fazer parte desse humilde projeto, que busca levar de forma simples e objetiva o entendimento dos acontecimentos historicos.
Cordialmente,
Leandro Claudir

Para usted que ha visitado mi blog, y compartió sus conocimientos en esta área. Contribuir al crecimiento de la construcción de la Historia de Hoy. Mi gracias por ser parte de este proyecto humilde, que trata de tener una comprensión simple y objetiva de los acontecimientos históricos.
Atentamente,
Leandro Claudir

For you who visited my blog, and shared his knowledge in this area. Contributing to the growth of the Building History Today. My thank you for being part of this humble project, which seeks to take a simple and objective understanding of historical events.
Sincerely,
Leandro Claudir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
"O Homem inventou a máquina. A máquina, agora, quer fabricar homens. E se um dia saírem homens do ventre das usinas, também os úteros das mulheres gerarão homens-máquinas, sem coração, sem afeto, meros aparelhos de produção..."

Plínio Salgado.