-

-

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Dia Nacional do Livro: 29 de outubro

Dia Nacional do Livro. Imagem: Câmara do Livro.

Instituído pela Lei nº 5.191, de 13 de dezembro de 1966, o dia 29 de outubro foi escolhido para ser o Dia Nacional do Livro por ser a data oficial da fundação da Biblioteca Nacional. Nesse dia nesse dia, em 1810, a Real Biblioteca Portuguesa foi transferida para o Brasil, quando então foi inaugurada a Biblioteca Nacional e esta data escolhida para o Dia Nacional do Livro no Brasil.

Inicialmente chamada Real Biblioteca no Brasil, ela começou com um acervo de 60 mil peças, entre livros, manuscritos, mapas, moedas, medalhas, etc. trazidos de Portugal com a vinda da família real portuguesa para o Rio de Janeiro em 1808.  A Biblioteca Nacional é a maior biblioteca da América Latina, sendo considerada pela Unesco uma das dez maiores bibliotecas nacionais do mundo.

Dia Nacional do Livro. Imagem: Construindo História Hoje.

No Brasil os livros começaram a ser editados a partir de 1808 quando D.João VI inaugurou a Imprensa Régia e o primeiro livro editado foi "Marília de Dirceu", de Tomás Antônio Gonzaga.

Comemoremos todos essa data, pois livros podem construir pessoas e nações, basta um pouco de dedicação e força de vontade para mergulhar no universo do conhecimento aonde tudo é novo a cada livro lido. E aqueles que lemos novamente sempre aprendemos algo que deixamos passar antes.

Então, Feliz dia do Livro....e muita leitura meus amigos, pois a leitura Constrói!

Um pouco da História do Livro

Os textos primevos eram registrados em rolos (volumen). Na época de Augusto, os pergaminhos passaram a ser cortados em folhas, lque eram dobradas e costuradas em cadernos (codex). A escrita era traçada à mão, na frente e no verso do codex, por meio de pincéis, juncos ou penas. No Ocidente, os manuscritos eram geralmente realizados nos mosteiros e apartir do séc. XIII, nos grandes centros universitários.

Dia Nacional do Livro. Imagem: CDBB.


Utilizada na China desde o séc. VI, a xilogravura foi difundida na Europa por volta do fim do séc.XIV, simultaneamente ao uso do papel. Enquanto os chineses utilizavam caracteres móveis de argila desde o séc. XI, é a Gutenberg que se atribui a invenção dos tipos móveis de liga metálica, em Mainz, entre 1400 e 1450. O mais antigo livro de importância impresso é o Saltério de Mains (1457). Pfister, em Bamber, foi o primeiro a associar blocos de madeira gravados a um texto de tipos móveis (Fábulas de Boner, 1461).

No séc.XVI, a imprensa foi difundida nos países eslavos (Moscou, 1563), na América (México, 1540) e na Índia (Goa, 1557). Os maiores artistas, Dürer, Holbein, Jean Goujon, colaboraram na ilustração dos livros; foram fundadas tipografias: Manuce em Veneza, os Estienne em Paris, Christophe Platin em Antuérpia. No séc. XVII, e sobretudo no séc. XVIII, o buril e a água-forte suplantaram a gravura em madeira.

No séc. XIX, vários aperfeiçoamentos técnicos, como a invenção da prensa metálica e a fabricação de papel em bobina, permitiram aumentar consideravelmente a tiragem e reduzir o custo. No início do séc. XX, o livro só teve como concorrente indireto os jornais, aos quais se acrescentaram progressivamente as revistas, o rádio, o cinema, a televisão e as gravações em discos, fitas e video cassete ou Dvd.

Leandro Claudir

COPYRIGHT ATRIBUIÇÃO - NÃO COMERCIAL © 

Copyright Atribuição –Não Comercial© construindohistoriahoje.blogspot.com. Este texto está sob a licença de Creative Commons Atribuição-Não Comercial.  Com sua atribuição, Não Comercial — Este trabalho não pode ser usado  para fins comerciais. Você pode republicar este artigo ou partes dele sem solicitar permissão, contanto que o conteúdo não seja alterado e seja claramente atribuído a “Construindo História Hoje”. Qualquer site que publique textos completos ou grandes partes de artigos de Construindo História Hoje tem a obrigação adicional de incluir um link ativo para http:/www.construindohistoriahoje.blogspot.com.br. O link não é exigido para citações. A republicação de artigos de Construindo História Hoje que são originários de outras fontes está sujeita às condições dessas fontes e seus atributos de direitos autorais.


Você quer saber mais? 




























LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
"O Homem inventou a máquina. A máquina, agora, quer fabricar homens. E se um dia saírem homens do ventre das usinas, também os úteros das mulheres gerarão homens-máquinas, sem coração, sem afeto, meros aparelhos de produção..."

Plínio Salgado.