-

-

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Agência britânica diz que o Google violou as leis de privacidade.

Sorria, Você esta sendo espionado!!!

LONDRES - a informação comissário britânico acusou o Google, o gigante de busca na Internet, nesta quarta-feira de violar no país, as leis de proteção a dados quando o seu serviço de mapas Street View gravau dados apartir de redes privadas de wireless.

A empresa vai escapar das multas, no entanto, desde que se compromete a não fazê-lo novamente.

Google chamou a indignação internacional depois verificou-se que seus carros Street View, que tiram fotografias ao nível da rua para ilustrar a serviço da empresa de mapeamento popular, também tinham sido pegando e-mails, endereços de Internet e senhas de redes sem fio sem criptografia.

A Scotland Yard disse recentemente que não iria começar uma investigação criminal sobre a praia, que a empresa tem descrito como acidental.

O comissário de informação, Christopher Graham, foi recentemente dado o poder de impor multas de até £ 500.000 (cerca de US $ 800.000) por violações graves, mas ele disse em um comunicado que a "ação mais adequada e proporcionada regulamentar" seria a busca de uma garantia por escrito do Google que a violação não seria repetido e realizar uma auditoria das práticas da empresa de proteção de dados.

A empresa, sediada em Mountain View, Califórnia, disse em comunicado que "estava profundamente arrependido" pela violação, acrescentando que teve desde que trabalhou para melhorar seus controles internos.

"Nós não queríamos que esses dados, nunca usei nada disso em nossos produtos e serviços, e têm procurado eliminá-lo o mais rapidamente possível", disse o comunicado.

Você quer saber mais?

http://www.nytimes.com/2010/11/04/technology/04google.html?partner=rss&emc=rss

http://www.nytimes.com/2010/11/02/technology/02google.html?src=me&ref=technology

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
"O Homem inventou a máquina. A máquina, agora, quer fabricar homens. E se um dia saírem homens do ventre das usinas, também os úteros das mulheres gerarão homens-máquinas, sem coração, sem afeto, meros aparelhos de produção..."

Plínio Salgado.