-

-

segunda-feira, 10 de outubro de 2016

Popol Vuh I, a criação segundo a mitologia maia.



O Popol Vuh é o livro sagrado dos maias, repositório fundamental das crenças desse povo que conheceu o seu apogeu durante o chamado Período Clássico, que vai de 250 d.C. até cerca de 900 d.C. Popol Vuh quer dizer “livro do conselho”, e a versão que hoje conhecemos, escrita após a conquista espanhola, é a cópia feita pelos próprios quiches de uma outra mais antiga, hoje desaparecida.  A história divide-se em três partes: a primeira conta a criação do mundo e dos homens, a segunda narra as peripécias dos heróis gêmeos no inframundo, e a terceira é uma crônica da dinastia quiche. Vejamos primeiro como os maias descreveram, em seu poema mítico, o começo do mundo.


Antes que o mundo fosse criado, só havia um grande mar escuro, vazio e silencioso. Os deuses, que preexistiam ao próprio caos, viviam imersos em meio a toda aquela quietude.
Um desses deuses era Kukulcán, que por possuir o corpo de serpente recoberto de penas da ave quetzal foi chamado de Serpente Emplumada (que é a tradução do seu nome).


A exemplo dos demais deuses, Kukulcán passava o tempo mergulhado nas águas escuras e silentes do grande caos aquoso. Nadando e pensando. Ele e os demais adoravam pensar, pois eram sábios.


Mas um dia, depois de tanto pensarem, os deuses decidiram que era hora também de falar.
E foi então que, do meio da treva aquosa, soou a voz majestosa de Kukulcán.


Dentre os deuses aos quais ele dirigiu a palavra estava Huracán, o deus das tormentas (Huracán, que no idioma quiche quer dizer “Um-Perna”, se tornou o termo utilizado para designar, tanto na língua espanhola quanto inglesa, um furação – Huracán e hurricane, respectivamente). Como o nome maia está a indicar Huracán possuía apenas uma perna, tal qual os furações, mas seus braços, enormes como pás, tinham o dom de girar velozmente, provocando uma furiosa ventania.


Além de Huracán, outro deus que travou diálogo primordial com Kukulcán foi Tepeu, deus do céu. Juntos, os três deuses decidiram criar a luz, e o fizeram através de três raios. Depois para criar a Terra, utilizaram apenas a Palavra.


-- Ulev! – gritaram eles, e a Terra emergiu do oceano, pois “ulev” quer dizer terra”.


No começo, a terra, com seus vales e montanhas, era apenas como uma nuvem, que aos poucos foi ganhando forma e consciência. Logo, por cima da terra, criou-se a vegetação, e com ela as árvores, até se formarem em muitas partes imensos bosques e florestas.


Ao verem o resultado do seu ato criativo verbal, os três deuses congratularam-se:
--Nossa obra está benfeita! – disseram eles, banhados em divina satisfação.


E foi assim que o mundo passou a ter, cada qual no seu lugar, o céu, a terra e as águas.

COPYRIGHT © 

Copyright © construindohistoriahoje.blogspot.com.br Você pode republicar este artigo ou partes dele sem solicitar permissão, contanto que o conteúdo não seja alterado e seja claramente atribuído a “Construindo História Hoje”. Qualquer site que publique textos completos ou grandes partes de artigos de Construindo História Hoje tem a obrigação adicional de incluir um link ativo para http:/www.construindohistoriahoje.blogspot.com.brO link não é exigido para citações. A republicação de artigos de Construindo História Hoje que são originários de outras fontes está sujeita às condições dessas fontes e seus atributos de direitos autorais.

Você quer saber mais? 


Referências:

FRANCINI, A.S. As melhores histórias das mitologias: Asteca, Maia e Inca. Porto Alegre: Artes e Ofícios, 2014, p. 217-218.

(YOUTUBE)
(GOOGLE +)
https://plus.google.com/u/0/+LeandroClaudirPedroso/about?csrc=yt&cfem=1

(ORKUTI)


(PÁGINA NO DRIBBBLE)


(PÁGINA NO STUMBLEUPON)


(PÁGINA NO ASK FM)

(VIMEO)


(DELICIOUS)


(LINKEDIN)


(PÁGINA NO MY SPACE)


(PÁGINA NO TUMBLR)


(REDE SOCIAL VK)


(ALBUM WEB PICASA)


(ALBUM NO FLICKR)



(CANAL NO YOUTUBE)


(MICRO BLOGUE TWITTER)


(REDE SOCIAL PINTEREST)


(BLOGUE WORDPRESS HISTORIADOR NÃO MARXISTA)


(BLOGUE BLOGSPOT CONSTRUINDO PENSAMENTOS HOJE)


 (BLOGUE WORDPRESS O CONSTRUTOR DA HISTÓRIA)


(BLOGUE BLOGSPOT DESCONSTRUINDO O CAPITALISMO) 


 (BLOGUE BLOGSPOT DESCONSTRUINDO O COMUNISMO) 


(BLOGUE BLOGSPOT DESCONSTRUINDO O NAZISMO)


 (BLOGUE WORDPRESS CONSTRUINDO HISTÓRIA HOJE)


 (REDE SOCIAL FACEBOOK CONSTRUINDO HISTÓRIA HOJE)


(REDE SOCIAL GOOGLE + CONSTRUINDO HISTÓRIA HOJE) 


(MARCADOR DICAS DE LEITURA) 


(MARCADOR ARQUEOLOGIA) 


(MARCADOR ÁFRICA)


(MARCADOR ANTIGUIDADE)


(MARCADOR PERSONAGENS DA HISTÓRIA) 


(MARCADOR HISTÓRIA DO BRASIL) 


(MARCADOR FÉ) 


(MARCADOR COMUNISMO) 



LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
"O Homem inventou a máquina. A máquina, agora, quer fabricar homens. E se um dia saírem homens do ventre das usinas, também os úteros das mulheres gerarão homens-máquinas, sem coração, sem afeto, meros aparelhos de produção..."

Plínio Salgado.