-

-

quarta-feira, 18 de novembro de 2015

III Geração da Escola de Annales

Jacques Le Goff

Autor: Construtor CHH 
          
Segundo minhas leituras do livro de Teoria II a geração da Escola dos Annales que mais me interessou foi a III Geração. As principais razões de minha preferencia por esta Escola estão centradas no fato de ser uma Escola aonde o policentrismo prevaleceu diferente do que ocorreu nas duas gerações anteriores. 

Permitindo assim o desenvolvimento de uma escola mais disposta a permitir a influência do pensamento americano como a psico-história, a história da cultura popular, antropologia simbólica, dentre outras.  É nesta geração que tudo passa a ser objeto de pesquisa para o historiador. E o enfoque econômico foi transferido para a superestrutura cultural. E é nesta geração que temos a oportunidade de estudar as pesquisas de Jacques Le Goff, aonde o tempo é visto como um mecanismo de dominação social, controle da sociedade e de sua consciência. 

Michelle Perrot

Outra importante característica da III Geração dos Annales foi a presença de ulheres, como Michelle Perrot que  voltou seus estudos para a história das mulheres e dos excluídos da história como operários e prisioneiros. 

Robert Mandrou

Outro nome importante dessa geração foi George Duby e seus estudos direcionados para a história das ideologias, imaginário social e sua interação com o mundo real. Ainda nesta geração temos um autor preocupado em dar voz às massas anônimas, e o universo das crenças, este autor é Robert Mandrou, um historiador francês. Ainda temos na III Geração dos Annales Jean Delumeau, que explora em seus estudos os medos individuais e coletivos da civilização ocidental do século XIV ao XVIII.  

George Duby

A contribuição de Emmanuel Le Roy Ladurie foi à utilização de métodos propagandísticos e quantitativos em pesquisa histórica. Por essas inovações e por este grande grupo de historiadores por excelência é que para mim a III Geração dos Annales foi a que mais me interessou.


Emmanuel Le Roy Ladurie

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
"O Homem inventou a máquina. A máquina, agora, quer fabricar homens. E se um dia saírem homens do ventre das usinas, também os úteros das mulheres gerarão homens-máquinas, sem coração, sem afeto, meros aparelhos de produção..."

Plínio Salgado.