-

-

segunda-feira, 2 de junho de 2014

Os enganos na História humana.


Você já percebeu que nem sempre as coisas são o que aparentam ser? Durante séculos, os cientistas acreditaram que a Terra era o centro fixo do Universo e que tudo, inclusive o Sol e as estrelas, orbitava ao redor dela. Foi um livre-pensador polonês, Copérnico, quem determinou que a Terra estivesse em movimento e girava em torno do Sol.

Ele comparou esse fenômeno à maneira como os marinheiros, quando estão dentro de um navio com o mar calmo, experimentam a ilusão de estarem perfeitamente parados enquanto tudo ao redor se move.

 “Da mesma maneira” escreveu Copérnico, “o movimento da Terra pode produzir a impressão inquestionável de que o Universo inteiro esta em rotação”.

Simplesmente porque o Sol e as estrelas aparentavam estar girando em torno da Terra não significa que isso que isso é verdade. Apenas porque outros acreditam também não. Os insetos, como se sabe, possuem seis patas. Durante séculos ninguém questionou o grande Aristóteles. As pessoas presumiam que as aranhas eram insetos e, portanto, tinham seis patas. Foi Jean-Baptiste Lamarck quem apresentou a classificação da aranha como um aracnídeo, possuidor de oito patas. Somente porque as pessoas acreditam em algo por séculos, não significa que seja verdade.

Seria possível que uma tradição como esta tenha se infiltrado em diversas áreas de estudo da vida humana? Seria possível que milhões tenham aceitado a falsidade no lugar da verdade, e poucos questionam isso? Seriam possíveis as tradições com seus fatos históricos distorcidos passar a ser aceitas como verdades?

Einstein foi considerado um dos maiores cérebros humanos. Mas teve alguns códigos da Inteligência represados? Sim. Foram tão represados que ele cometeu algumas falhas inadmissíveis na relação com um dos filhos, mas raramente se comenta esse assunto na imprensa mundial.

Einstein era um homem simples, sociável, gentil, amante da música, mas o código da Resiliência, a ser estudado, e o código da capacidade de se encantar atenta e prolongadamente com os pequenos estímulos da rotina diária estavam contraídos.



Se ele tivesse lutado contra as construções de seus vilões interiores como traços de pessimismo e pensamentos mórbidos não teria deixado de visitar seu filho de visitar por anos a fio seu filho portador de uma psicose no manicômio em que o internou. O ambiente tétrico do hospital e seu sentimento de impotência em lidar com fatos ilógicos também o angustiaram. Por não decifrar determinados fenômenos da mente humana, o gênio da física agiu em algumas áreas sem nenhuma genialidade. Einstein estudou os completou os buracos negros que são capazes de sugar e destruir estrelas e planetas inteiros como a Terra.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
"O Homem inventou a máquina. A máquina, agora, quer fabricar homens. E se um dia saírem homens do ventre das usinas, também os úteros das mulheres gerarão homens-máquinas, sem coração, sem afeto, meros aparelhos de produção..."

Plínio Salgado.