-

-

quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Civilizações esquecidas: Reino de Tuwana.


Rei Tuwana Warpalawas, em frente ao deus das vegetações. Este relevo está datado na metade do século VIII a.C. O relevo possuí 5 m de altura e está localizado em Ivriz na Turquia.

Ao Sudeste da península da Anatólia estão os restos de um antigo reino que fazia parte da confederação hitita, ou Império Hitita. Talvez Tuwana não era um reino quando o império hitita estava em seu apogeu e o local que começou a ser escavado fornece informações do primeiro milênio, então talvez seja uma civilização neo-hitita, uma vez que o antigo império foi reduzida a pequenos estados no sudeste da Anatólia.


A escavações trazem a luz a Civilização Tuwana.

O arqueólogo italiano Lorenzo d'Afonso lidera a missão arqueológica para saber mais sobre este reino centrado em Kinik Hoyuk. Várias fontes hititas e assírias falam dele, então agora você só precisa que a arqueologia confirme o quão pouco sabemos sobre Tuwana. De acordo com o arqueólogo o sitio está intacto, por isso tudo é feito em 24 hectares, para alguns, para outros 81, o que poderia cobrir o principal centro "urbano" do reino. No Sul da Capadócia, Tuwana foi um lugar importante para controlar o acesso a Cilícia ("Portas da Cilícia") e do Oriente Próximo de Carquemis. Tuwana era um pequeno reino entre Frígia e do império assírio, e isso deve ter dado uma grande riqueza, o que parece confirmar três estelas em muito mau estado, que foram preservados, na parede da Acrópole e nos edifícios do mesmo. Das estelas que foram escavadas, encontram-se paredes da altura de 6 metros em bom estado, com gesso sobre eles e sinais de que estavam no caminho para o surgimento de um alfabeto.


As escavações tem encontrado belíssimos  entalhes em pedra.

Qual era a situação geopolítica do tempo Tuwana existiu como um reino?

Diversos reinos da Anatólia se tornaram independente após o colapso do império hitita, mas esse fenômeno não ocorreu em todas as regiões simultaneamente (Lydia, Caria, Lycia, Bitínia, Frígia, Licaônia, Paphlagonia, Cilícia, Misia ...) e no leste do grande império neo-assírio, que não vai desaparecer até o final do século VII aC nas mãos dos babilônios e medos. Com capital de Nínive, no final de sua vida, sem dúvida mantinham contatos comerciais com Tuwana.


A representação do deus das vegetações e do rei Tuwana Warpalawas está cercada por está cercada por pictogramas hititas, como podemos ver na imagem acima.


LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
"O Homem inventou a máquina. A máquina, agora, quer fabricar homens. E se um dia saírem homens do ventre das usinas, também os úteros das mulheres gerarão homens-máquinas, sem coração, sem afeto, meros aparelhos de produção..."

Plínio Salgado.