-

-

sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

Descobertas novas evidências arqueológicas sobre Sansão: a luta de Sansão contra um leão é comprovada por escavação.



Selo de pedra circular, com menos de uma polegada de diâmetro, que retrata um homem com cabelo comprido lutando contra uma figura felina.


Uma equipe de escavação arqueológica acredita ter encontrado em Israel um artefato que descreve a luta de Sansão com um leão, um a história narrada no Antigo Testamento.


O professor Shlomo Bunimovitz e o doutor Zvi Lederman, da Universidade de Tel Aviv, coordenam uma equipe que está escavando o “tel” de Beit Shemesh, nos colinas da Judeia, próximo a Jerusalém. Eles encontraram um pequeno “selo” de pedra circular, com menos de uma polegada de diâmetro, que retrata um homem com cabelo comprido lutando contra uma figura felina.


O artefato foi encontrado perto do rio Sorekm, que servia como a antiga fronteira entre Israel e os territórios filisteus. A datação aponta para o século 11 a.C., o que coincide com a data bíblica onde governavam os “juízes”, um dos quais era Sansão, de acordo com a Bíblia.


O jornal israelense Haaretz divulgou que alguns arqueólogos israelenses especulam que o selo não representa o Sansão bíblico, mas trata-se da história de um herói local que lutou com um leão e, mais tarde, foi associado ao relato da Bíblia sobre Sansão. Porém, os mais conservadores não veem discrepância entre o relato bíblico e a descoberta.


Esse grupo de arqueólogos também está fazendo uma pesquisa nesta região sobre as diferenças claras entre os filisteus, que atravessaram o Mar Egeu, os primeiros cananeus e os judeus.


Um dos elementos marcantes é que foi encontrada uma grande quantidade de ossos de porco no território dos filisteus, mas não havia vestígios deste animal no território israelense. Isso mostra que os habitantes locais optavam por não comer carne de porco, conforme os costumes bíblicos indicam.


Esses tipos de detalhes, disse Bunimovitz ao Haaretz, “estabelecem uma fronteira clara no processo social em que dois grupos hostis tiveram suas identidades formadas de maneira distintas, e como isso influencia suas fronteiras ainda hoje”.


No início de julho, uma expedição de arqueólogos norte-americanos encontrou o que acreditam ser uma imagem de Sansão em um mosaico na parede de uma sinagoga em Huqoq. Essa antiga aldeia judaica fica a poucos quilômetros a oeste de Cafarnaum, na Galileia.


A terceira seção revela alguns mosaicos degradados, há no entanto, um mosaico que mostra uma parte do corpo de Sansão.


LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
"O Homem inventou a máquina. A máquina, agora, quer fabricar homens. E se um dia saírem homens do ventre das usinas, também os úteros das mulheres gerarão homens-máquinas, sem coração, sem afeto, meros aparelhos de produção..."

Plínio Salgado.