-

-

segunda-feira, 2 de setembro de 2013

O “Menestrel” ou “Depois de um Tempo”? William Shakespeare ou Veronica Shoffstall?


Reportagem do Lawrence Journal World de 1995, abordando o poema de Veronica Shoffstall. Imagem: http://kamibible.me/2010/04/28/even-sunshine-burns-if-you-get-too-much/

Encontrei um texto intitulado como O Menestrel (?) e também conhecido como Um Dia Você Aprende ou coisas similares. Ele começa assim:

Depois de algum tempo você aprende a diferença, a sutil diferença entre dar a mão e acorrentar uma alma. E você aprende que amar não significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa segurança. E começa a aprender que beijos não são contratos e presentes não são promessas. (…)

E por aí vai.

Não entrarei no mérito da qualidade, mas obviamente ele não foi escrito por Shakespeare e, aparentemente, quem o espalhou com essa autoria o fez como quem costuma fazer isso com a intenção de ver um texto ser espalhado sob o aval de um nome conhecido. Na verdade, o texto que circula por aí é a tradução corrompida, distorcida e alongada do texto, de um poema de autoria de Veronica Shoffstall e se chama After a While.

O que mais me irrita são comentários como: “Não importa quem escreveu. Importa que alguém escreveu”.

Desculpe-me, mas importa sim.

Um dia publicar informações erradas e autorias equivocadas na internet será considerado tão nocivo quanto atirar lixo nos rios. Mas o que estou dizendo… atirar lixo nos rios já é considerado nocivo e nem por isso as pessoas deixam de fazê-lo.

Shakespeare nunca escreveu textos de autoajuda, se você já leu algum texto de autoajuda creditado a Shakespeare, pode ter certeza de que não é dele.

Um Dia Você Aprende que..., Você Aprende ou Depois de um Certo Tempo são títulos para um mesmo hoax, um texto que circula pela internet com indevida atribuição de autoria . Trata-se de um texto de Veronica A. Shoffstall, que o escreveu aos 19 anos, no livro de formatura (yearbook) de sua escola, ao terminar o college (equivalente ao grau superior, no Brasil).

A autora registrou o copyright da versão original em 1971. O título, originalmente, era Comes the Dawn, mas o texto ficou mais conhecido como After a While. Começou a circular como sendo de William Shakespeare ainda nos Estados Unidos, onde recebeu acréscimos, cortes e alterações. Todas essas versões circulam no Brasil e no mundo todo, nas mais diversas línguas.

Na verdade, não há nem uma única frase do texto que possa ser encontrada nos trabalhos de Shakespeare. No entanto, a internet em inglês registra (em 15 de agosto de 2012) 46 milhões de referências para esse texto com a autoria indevidamente atribuída a ele, e apenas 22 mil referências para a verdadeira autora. Em português, há 8 mil para Shoffstall e 60 mil para Shakespeare.

Aqui temos nas palavras da própria autora o que ela acha da adulteração e plágio de seu texto sendo o mesmo creditado a Shakespeare:
Resposta original dada por Veronica Shoffstall ao ser indagada sobre o poema.
"This poem has been plagiarized, bastardized, renamed, reworded, redesigned, expanded and reduced. But it is my work, which I wrote at the age of 19 and had published in my college yearbook. Why anyone would want to claim it is beyond me, but for what it's worth, I wrote it, and if I'd known it was going to be this popular, I'd have done a better job of it.

Veronica Shoffstall

Tradução da resposta original do inglês para o português

"Este poema foi plagiado, degradado, renomeado, reformulado, ampliado e reduzido. Mas é o meu trabalho, que eu escrevi com a idade de 19 anos e havia publicado no meu anuário da faculdade. Porque alguém iria querer dizer que é de outra pessoa? Mas para mim o que vale a pena, é saber que eu escrevi, e se eu soubesse que ia ser assim popular, eu teria feito um trabalho melhor."
Veronica Shoffstall

"After a While"

After a while you learn
the subtle difference between
holding a hand and chaining a soul
and you learn
that love doesn't mean leaning
and company doesn't always mean security.
And you begin to learn
that kisses aren't contracts
and presents aren't promises
and you begin to accept your defeats
with your head up and your eyes ahead
with the grace of woman, not the grief of a child
and you learn
to build all your roads on today
because tomorrow's ground is
too uncertain for plans
and futures have a way of falling down
in mid-flight.
After a while you learn
that even sunshine burns
if you get too much
so you plant your own garden
and decorate your own soul
instead of waiting for someone
to bring you flowers.
And you learn that you really can endure
you really are strong
you really do have worth
and you learn
and you learn
with every goodbye, you learn...

© 1971 Veronica A. Shoffstall


"Depois de um tempo"

Depois de algum tempo você aprende a sutil diferença
entre segurar uma mão e acorrentar uma alma,

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
"O Homem inventou a máquina. A máquina, agora, quer fabricar homens. E se um dia saírem homens do ventre das usinas, também os úteros das mulheres gerarão homens-máquinas, sem coração, sem afeto, meros aparelhos de produção..."

Plínio Salgado.