-

-

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

O Nome de Deus



Assim como o Árabe e outras línguas semitas, o Hebraico escreve-se da direita para a esquerda. Por isso, quando você abre a Tanach Hebraica para ler o primeiro verso de Bereshit (Gênesis), deve começar na margem direita. O motivo disso é porque o Hebraico escreve-se da direita para a esquerda. Os caracteres impressos são denominados quadrados. Este motivo deriva da forma mais ou menos quadrática das letras. 

No Hebraico não há como em muitas línguas, letras maiúsculas e minúsculas.O alfabeto hebraico compõe-se de 22 cosoantes. As vogais ou sinais vocálicos não fazem parte do alfabeto. A primeira tentativa de representação de sons vocálicos ou vogais, surgiu com o emprego de consoantes vocálicas, isto é, consoantes que funcionam como se fossem vogais.

Quando o hebraico entrou em declínio como língua falada, foram inventados os sinais vocálicos ou vogais com a finalidade de conservar a pronúncia aproximada das palavras. Não fazem parte do Alfabeto os sinais vocálicos que foram inventados pelos Massoretas. Por isso, esses sinais são também chamados massoréticos.

יהוה impronunciável nome de Deus YHWH.


O nome mais conhecido de Deus é o Tetragrama Sagrado YHVH ou YHWH (mais usado), (יהוה, na grafia original, o hebraico), significa o nome do Deus do povo de Israel já transliterada e, latinizada, como de usado comumente na maioria das línguas atuais.

O modo de expressar o nome de Deus YHVH ou JHVH (na forma latinizada) de forma falada deixou de ser usada a milhares de anos, pois na pronuncia correta do hebraico original (considerada uma língua quase completamente extinta).  As pessoas perderam com o passar das décadas a capacidade de se pronunciar satisfatóriamente e de modo correto, pois a língua precisaria se curvar (dobrar) de um modo em que especialistas no assunto descreveriam hoje em dia como impossível.

Na origem, o aramaico e o hebraico, eram escritos e lidos horizontalmente, da direita para esquerda יהוה; ou seja, HWHY. Formado por quatro consoantes hebraicas — Yud י Hêi ה Vav ו Hêi ה ou יהוה, o Tetragrama YHVH tem sido latinizado para JHVH já por muitos séculos.

"Elias aproximando-se de todo o povo, disse; 'Até quando claudicareis das duas pernas? Se Iahweh (YHWH) é Deus, Segui-o se é Baal segui-o.' E o povo não lhe pode dar resposta." I Reis 18:21

Várias traduções das Bíblias cristãs grafam a palavra, opcionalmente, com a inicial em maiúscula, ou em versalete (DEUS), substituindo a transcrição referente ao tetragrama, YHVH, conjuntamente com o uso de SENHOR em versalete, para referenciar que se tratava do impronunciável nome de Deus, que na cultura judaica era substituído pela pronúncia Adonai.

אדני (ADONAI), o Senhor ou Soberano .


 Outro nome que aparece muitas vezes nas Escrituras Sagradas para designar Deus e que para alguns trás controversas é Adonai (אדני em hebraico), que significa  "Senhor" ou "Soberano" é um título utilizado para Deus nas escrituras hebraicas (Tanach e Velho Testamento).

Adonai é também um substituto bíblico para o Tetragrama YHWH, nome divino que não deve ser pronunciado. Desta forma, sempre da ocorrência do Tetragrama YHWH no texto Escritural, ler-se-á ADONAI (por receio de blasfêmia pararam de pronunciar o nome do Criador).

האלהים (Ha-Elohim) ou אלחים (Elohim), o grande Deus Criador.


Elohim é o nome genérico de Deus que enfatiza sua grandeza e amor, como criador!

“Quando os homens começaram a ser numerosos sobre a face da terra, e lhes cresceram filhas, os filhos de Deus (Descendentes de Seth) (Ha-Elohim em hebraíco האלהים) viram que as filhas dos homens (Descendentes de Caim) eram belas e tomaram como mulheres todas as que lhes agradaram. Iaweh (YHWH em hebraico יהוה), disse ‘ Meu espírito não permanecerá no homem, pois ele é carne; não viverá mais que cento e vinte anos’. Ora naquele tempo (e também depois), quando os filhos de Deus (Elohim, em hebraíco אלחים), se uniram às filhas dos homens e estas lhes deram filhos, os Nefilim habitavam sobre a terra; estes homens famosos forma heróis dos tempos antigos.” Gênesis 6:1-4 (Bíblia de Jerusalém).

Deus é a tradução em português da expressão hebraica האלהים, HA-ELOHIM, a saber do título hebraico Elohim, que é o plural da palavra ELOAH, (Em hebraíco אלהי), e que significa "Deus" quando aplicada ao criador YHWH (Em hebraíco יהוה), precedida pelo artigo definido HA.

A palavra hebraica ELOHIM, no plural, conforme aplicada ao criador YHWH, não significa que haja vários deuses, mas UM DEUS, como o dogma da SANTISSÍMA TRINDADE CRISTÃ, que proclama a união de três pessoas distintas: Deus Pai, Deus Fillho e Deus Espírito Santo, formando um só e único Deus (YHWH). É um mistério do cristianismo a Santissíma Trindade (Deus do Cristianismo que personifica em um só Deus, Três Pessoas distintas mas UNA).

A palavra ELOHIM pode apresentar-se também no plural de excelência ou de majestade, é demonstrado propriamente uma variedade plural abstrata, visto que resume várias caracteristicas pertinentes à ideia, além de possuir o sentido secundário de intensificação da ideia original. A suposição de que אלחים (Elohim) deva ser considerado meramente como resto de conceitos politeistas anteriores é no mínimo altamente improvável, e além disso não explicaria os plurais análogos.

Como na seção 141 do Hebrew Grammar de Gesenius editada e ampliada por E. Kautzsch, revista na sua segunda edição inglesa por A.E Cowley e reimpresa fotográficamente na Grã-Bretanha pela University Press Oxford, em 1949 das folhas corrigidas da segunda edição inglesa intitulada: "A clausula substantiva", diz no parágrafo f, na página 453: "A que periodo de tempo se aplica a declaração precisa ser inferido do contexto; por exemplo I Reis 18:21, "O Senhor é o Verdadeiro Deus;..." temos em hebraíco em uma única frase dois nomes de Deus האלהים (Senhor) e יהוה (Deus).

אל (Ēl), traduzida e transliterada como o Deus Pai de todas as coisas e para atributos divinos.  


LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
"O Homem inventou a máquina. A máquina, agora, quer fabricar homens. E se um dia saírem homens do ventre das usinas, também os úteros das mulheres gerarão homens-máquinas, sem coração, sem afeto, meros aparelhos de produção..."

Plínio Salgado.