-

-

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

O Construindo História Hoje recebe o Selo do Prêmio The Versatile Blogger Award




É com grande satisfação que anuncio aos amigos leitores que o Construindo História Hoje recebeu um Prêmio. O selo TheVersatile Blogger Award. O selo The Versatile Blogger Award é uma homenagem aos blogs com conteúdos interessantes e versáteis.

O que observar quando for indicar alguém?

(Palavras do criador do selo) "Quando você considerar nomear um colega blogueiro para o Prêmio Blogger Versátil, considere a qualidade da escrita, a singularidade dos assuntos abordados, o nível do amor exibido nas palavras na página virtual. Ou, é claro, a qualidade das fotografias e do nível de amor exibido na obtenção dos mesmos. Honrar os blogueiros que trazem algo especial para sua vida se todos os dias ou só de vez em quando. E, se divertir!".

Estas são as regras de participação:

 1) Agradecer quem te premiou;

Muito obrigado ao Marque com X e ao amigo Irivan.

2) Partilhar 7 coisas sobre você para que possam te conhecer melhor;

-Amo a Deus, a minha Família e a Minha Pátria;
- Gosto de ensinar e aprender com meus semelhantes.
- Gosto de ler sobre diversos temas, principalmente História;
- Sou dedicado;
- Gosto do inverno e do silêncio;
- Acredito na capacidade humana para o bem;
- Jamais subestimo uma pessoa.
3) Partilhar o prêmio com outros 15 blogues e notificá-los.
Escolhi premiar, entre tantos, os seguintes amigos:

Professor Adinalzir -
http://www.saibahistoria.blogspot.com.br/

Professor Josimar - 
http://professor-josimar.blogspot.com.br/
Sr. Sergio de Vasconcellos - 
Professor Adalberto Day -
Ricardo Roehe- 

Este Prêmio é uma gentileza, o que importa é a amizade, o respeito e a admiração que possuímos pelo trabalho de nossos colegas e amigos.
Leandro Claudir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
"O Homem inventou a máquina. A máquina, agora, quer fabricar homens. E se um dia saírem homens do ventre das usinas, também os úteros das mulheres gerarão homens-máquinas, sem coração, sem afeto, meros aparelhos de produção..."

Plínio Salgado.