-

-

quarta-feira, 15 de agosto de 2012

José Denizard Macedo de Alcântara, presente!*


José Denizard Macedo de Alcântara. Imagem:Sigma Reluzente.

José Denizard Macedo de Alcântara nasceu em Crato, no dia 1° de setembro de 1921. Iniciou seus estudos no Externato Santa Inês e no Ginásio do Crato para depois os concluir no famosíssimo Liceu do Ceará, em Fortaleza. Foi Contador pela Academia de Comércio do Ceará e Bacharel em Ciências Econômicas pela Universidade Federal do Ceará, de que foi, depois, livre-docente de Geografia Econômica.

Lecionou em diversas instituições da capital cearense dentre elas, Escola Preparatória de Cadetes, depois Colégio Militar do Ceará; Instituto de Educação; Faculdade Católica de Filosofia; Escola de Serviço Social; Faculdade de Ciências Econômicas da Universidade Federal do Ceará.

Cultor do Tradicionalismo monáquico-católico e fiel à Doutrina do Sigma de Plínio Salgado, foi vereador por Fortaleza pelo Partido de Representação Nacional - PRP nos anos 40. Excelente ensaísta, conferencista e professor, dedicou-se também ao jornalismo, à História e à Geografia. Foi membro da Sociedade Cearense de Geografia e História, do Instituto do Ceará e da Academia Cearense de Letras, onde ocupou a cadeira de n° 34.

São obras de sua autoria: A Universidade na Defesa Nacional; Fundamentos da Administração Cearense; A Conjuntura Histórico-Geográfica da Industrialização Brasileira; Racionalização da Competência Administrativa do Município; Geografia da América; Cultura e Universidade; Vida do Brigadeiro Leandro Bezerra Monteiro; Ascensão e Declínio do Magistério Brasileiro; Ensino de Filosofia no Ceará e Retrato da História da Independência.

Faleceu em 12 de novembro de 1983, tendo um de seus últimos desejos, o de ver uma bandeira do Império sobre seu esquife (vide testamento), atendido por amigos monarquistas e familiares.

Em sua memória foi nominada uma escola municipal, localizada no bairro Quintino Cunha, em Fortaleza. Em Crato existem uma rua e uma das cadeiras do Instituto Cultural do Cariri que levam seu nome.

Abaixo, fotocópia de trecho do testamento de José Denizard Macedo de Alcântara.

*Guinardo Garcia Studart Filho, Secretário Geral da FIB-CE.

Fontes pesquisadas:













Você quer saber mais?






LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
"O Homem inventou a máquina. A máquina, agora, quer fabricar homens. E se um dia saírem homens do ventre das usinas, também os úteros das mulheres gerarão homens-máquinas, sem coração, sem afeto, meros aparelhos de produção..."

Plínio Salgado.