-

-

segunda-feira, 2 de julho de 2012

Fernando Gabeira abre o jogo e afirma: "A nossa luta na verdade era para implantar uma Ditadura"



Fernando Gabeira afirma que as intenções da luta armada no Brasil eram de implementação de um regime de força ditatorial e proletária e não de retomada democrática.

Jango tinha queda pelo Comunismo sim. Promoveu quebras de hierarquia e de disciplina nas forças armadas, sindicalizou sargentos, entre outras coisas. Em 4 de outubro de 1963 ele solicitou estado de sítio, que foi negado pelo Congresso, mesmo assim a partir dai ele começou a implementar medidas que terminariam num estado totalitário de esquerda.


Jango era marionete de seu cunhado, Leonel Brizola, que o incentivava a transformar o Brasil numa república sindicalista, promovendo o grevismo, a anarquia e o caos. No governo dele o Brasil passou a sofrer de estagnação econômica, inflação descontrolada, enquanto isso Brizola unificou as frentes de esquerda e criou o grupo dos '11 companheiros', a qual ele adorava comparar com a 'guarda vermelha' de 1917, pra tomar o poder pela luta armada.

Em 13 de março de 1964, num comício realizado na praça Central do Brasil, no Rio, que ficou conhecido como a 'Comissão das Reformas', mais de 100 mil comunistas participaram pedindo a legalização do PCB e a entrega de armas pra luta armada. No palanque estava João Goulart, Leonel Brizola e Miguel Arraes. Brizola e Arraes fizeram discursos violentíssimos, e houve uma enorme profusão de bandeiras com o símbolo do comunismo (foice e o martelo).

No dia 19 de março, em resposta ao comício do dia 13, mais de 500 mil pessoas realizaram a primeira Marcha da Família com Deus pela Liberdade, mostrando o descontentamento da população com os rumos que o Brasil tomava. Em 20 de março Brizola incentivou marinheiros a praticar motim, Luis Carlos Prestes manifestou o desejo que o Brasil deveria ser a primeira nação sulamericana a seguir o exemplo de Cuba.
Ele tentou fazer mudanças constitucionais que facilitariam essas medidas, e o PCB preparava um golpe em 1 de maio de 1964 caso essas mudanças não fossem aprovadas pelo congresso. A Esquerda preparava o Golpe de Estado, mas não teve tempo de executá-lo, e Jango era conivente com tudo.

Aqui Fernando Gabeira admite que a intenção da 'luta armada' não era de implantar democracia porcaria nenhuma, era de derrubar o governo e instaurar uma ditadura do proletariado: 

Resumindo, a população ordeira e de bem pediu uma atitude por parte dos militares.

Você quer saber mais? 










LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
"O Homem inventou a máquina. A máquina, agora, quer fabricar homens. E se um dia saírem homens do ventre das usinas, também os úteros das mulheres gerarão homens-máquinas, sem coração, sem afeto, meros aparelhos de produção..."

Plínio Salgado.