-

-

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Nacionalismo

Raras vezes é possível se deparar com uma análise que não seja simplória ou redutivista a respeito dos conceitos de patriotismo e nacionalismo. Sou da opinião de que apenas o esclarecimento inequívoco pode proporcionar uma melhor compreensão (ou alguma compreensão) do que o Nacionalismo realmente representa para a Doutrina Integralista e seus defensores sinceros.

Já de cara, uma das maiores demagogias utilizadas e ingenuamente repetidas é a idéia de que o nacionalismo apóia ou tem como conseqüência direta a Xenofobia. Tal idéia apesar de absurda é tão perigosa quanto tola, dado ao imenso número de grupos xenófobos que se auto-intitulam “Nacionalistas”. Essa auto-intitulação denota, antes de um alinhamento verdadeiramente doutrinário, a busca de um eufemismo que mascare as reais aspirações de tais grupos.

O conceito de Patriotismo e Nacionalismo significa grosso modo “Amor à Pátria” ou “à Nação”. Para contestar a idéia de que a Xenofobia advenha disso, basta argumentar que para amar e ser fiel à minha esposa, não preciso odiar as outras mulheres nem recusar todo e qualquer contato social com nenhuma delas. Essa realidade se descortina mais evidentemente ainda no Nacionalismo presente na Doutrina Integralista. Ora, ser Nacionalista é amar sua pátria acima de quaisquer diferenças internas, é amar a Pátria como um todo e não apenas parte dela. E no caso da Doutrina do Sigma é, necessariamente, reconhecer a diferença, valorizando toda e qualquer raiz cultura que componha o Brasil Autêntico, tradicional mas não retrógado, orgulhoso mas não exclusivista.

Sendo o Nacionalismo integralista a expressão de uma identidade que parte do Homem Integral e que é própria dele, mas que lhe é tolhida atualmente, e não uma ideologia que visa adequar o Homem ao ideal abstrato e manco do materialismo. Não podemos deixar de perceber que, considerando racionalmente a história e a tradição brasileiras, tanto não podemos deixar de reconhecer o serviço que culturas diversas prestaram à formação da identidade do Brasil, como para verdadeiramente amar o Brasil devemos prestar também as devidas reverencias a essas culturas.

Nosso nacionalismo é a amostra do Espírito Cívico e Cristão que nos orienta. A concepção Integralista da Nação é a da comunhão de Famílias. Sendo a Família a celulla mater da sociedade e sua maior força aglutinadora. A expressão nacionalista do Homem Integral é o reconhecimento da natureza humana de derivar sua auto-determinação de sua relação com seus pares.

Ao contrário do que dizem também os detratores ou ignorantes (muitas vezes, são ambos) nosso Nacionalismo não tem como caráter definidor, nossas fronteiras. Consideramos nossas fronteiras e nosso território, como a casa, o lar da nossa Família Nacional. Como tal reivindicamos o direito de defendê-lo, pelo bem da Nação, que nele reside mas que a ele transcende.

Gostaria de finalizar a presente exposição frisando um ponto supra-citado. O Integralismo não é xenófobo. É impossível que o seja, por motivos tanto históricos quanto doutrinários. Quem não se importa com seu vizinho, não há de se importar com o estranho. Buscamos no Nacionalismo o sentimento de doação e auto-sacrifício cristão, vemos no sentimento Nacionalista uma ferramenta para a formação do Homem Integral, devotado aos seus semelhantes e liberto o materialismo opressor.

Italo Lorenzon Neto
Representante da Frente Integralista Brasileira em Rio Claro (SP).


Você quer saber mais?

http://integralismo.org.br/?cont=781&ox=121&vis=

FALE COM O CONSTRUTOR

http://www.construindohistoriahojecontato.blogspot.com/

OBJETIVO

http://construindohistoriahoje.blogspot.com/2010/07/brigada-integralista.html


http://construindohistoriahoje.blogspot.com/search/label/F%C3%89

PESSOAL
http://construindohistoriahoje.blogspot.com/search/label/PESSOAL

INTEGRALISMO

http://construindohistoriahoje.blogspot.com/search/label/INTEGRALISMO

DESCONSTRUINDO O COMUNISMO

http://www.desconstruindo-o-comunismo.blogspot.com

DESCONSTRUINDO O NAZISMO

http://www.desconstruindo-o-nazismo.blogspot.com

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
"O Homem inventou a máquina. A máquina, agora, quer fabricar homens. E se um dia saírem homens do ventre das usinas, também os úteros das mulheres gerarão homens-máquinas, sem coração, sem afeto, meros aparelhos de produção..."

Plínio Salgado.