-

-

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

CRÍTICA AO MOVIMENTO ANARQUISTA. PARTE II.

Direitos e deveres, baseados em um estado legalmente instituido.

Sendo o anarquismo uma teoria segundo a qual a sociedade funciona sem governo. Rejeitando qualquer tutela administrativa e religiosa. A organização social e os serviços necessários à comunidade seriam obtidos mediante a cooperação espontânea de todos os indivíduos pacificamente.

Mas, não há completa cooperação humana pacificamente e nunca houve, pois é contra a natureza humana. Nossa humanidade necessita de direitos e deveres é uma exigência de nossa espécie para o convívio pacifico! Precisamos de leis e orientem e norteiem a vida pessoal e social.

Rejeitando qualquer autoridade constituída, os anarquistas, exigem “liberdade plena” para o povo. Acreditam que minorias “burguesas e elitistas” impulsionam as massas e organizam a produção e o consumo em nome de capitais.

Caos e desordem, baseados em nada.

Do mesmo modo que rejeitam qualquer autoridade constituída para governar os Estados, os anarquistas rejeitam a fé em Deus, e declaram ser a fé nEle uma muleta para ignorantes. “Uma pesquisa realizada pela BBC, mostrou que 92% das pessoas no mundo acreditam em um ser superior independente do credo.”

Em um modelo anarquista o Estado e as instituições políticas e sociais que dispõem de poder coativo seriam substituídos por grupos autônomos, dentro dos quais os indivíduos agiriam com liberdade absoluta.

A questão relevante aqui é que a liberdade não é como um controle remoto, com que se passa pelos programas da sociedade. É uma ferramenta a ser usada com discernimento e sabedoria, pois caso contrário, pode ser altamente destrutiva, nas mãos erradas. E reclamando um socialismo voluntário, o Anarquismo tenta o enlace de duas posições extremas e conduz a resultados idênticos aos desejados pelo Marxismo: a demagógica decomposição do Estado, a capacidade de suprimir privilégios de classes, e a falsa abolição da propriedade privada, etc. O anarquismo e o socialismo divergem sobre os rumos tomados pela revolução proletária, mas são apenas faces na mesma moeda.

Você quer saber mais?


FALE COM OS CONSTRUTORES

http://construindohistoriahoje.blogspot.com/2010/07

http://construindohistoriahoje.blogspot.com/search/label/F%C3%89

http://construindohistoriahoje.blogspot.com/search/label/PESSOAL

http://construindohistoriahoje.blogspot.com/search/label/INTEGRALISMO

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
"O Homem inventou a máquina. A máquina, agora, quer fabricar homens. E se um dia saírem homens do ventre das usinas, também os úteros das mulheres gerarão homens-máquinas, sem coração, sem afeto, meros aparelhos de produção..."

Plínio Salgado.