-

-

sábado, 26 de março de 2011

As armas Vikings

Mesmo depois de um milênio, algumas espadas vikings estão entre as melhores já produzidas. As lendárias armas, encontradas em sítios arqueológicos no norte da Europa, trazem gravado em alto relevo o nome de seu fabricante, Ulfberht.

A arma mais importante para os Vikings era a sua espada. As espadas possuíam aproximadamente 3 metros e tinham um prolongamento de cerca de 4 polegadas (10 cm) até ao final da empunhadura. As espadas Viking eram pesadas, mas possuíam uma lâmina que tornava um objeto de ​​equilibrado manejo. As melhores lâminas foram importadas das terras dos francos. Muitos delas vieram da forja de Ulfberth, que pode ter sido localizado na região do Ruhr. De volta para casa, as lâminas eram equipadas com punhos de decoração requintada. Outras armas típicas eram setas, arcos e lanças. Havia arcos de vários projetos para diversos fins. Alguns até 6 pés (2 m) de comprimento, e suas flechas tinham poder de penetração enorme. Os arcos eram muitas vezes feitos de teixo.

No final da Era Viking, o machado tornou-se uma arma importante. Para a defesa, escudos redondos, foram usados ​​com um escudo central de ferro. Nenhum tipo de elmo ou capacete foram encotrados que datam dos tempos Viking. Um capacete em boas condições foi encontrado em um túmulo norueguês datado de cerca do ano 950. Foi provavelmente um artigo fúnebre, quando foi colocado no Viking morto em sua sepultura. Os capacetes com chifres queridos das histórias em quadrinhos e publicidade estão totalmente ausentes do material arqueológico disponível para nós a partir da Era Viking.

A estratégia Viking era atacar de surpresa, apreender algo de valor e voltar a desaparecer tão rapidamente. Era pouco provável que a maioria dos ataques foram particularmente bem planejado, apesar de alguns dos ataques indicam bem desenvolvidas habilidades organizacionais e militares.

Uma espada típica da Era Viking embutidos com metais de várias cores.


Um rosto de homem, em bronze encontradas em Helgo não muito longe de Birka. O bigode bem cuidado é claramente retratado, mas a barba mais parece uma palha moderna.

Pontas de lança de ferro variavam entre 8 e 24 polegadas (20 e 60 cm) de comprimento.


Nesta imagem de pedra representando Odin, montado em seu corcel de oito patas, Slepner, com quem Odin atravessa sobre a terra e as água com a velocidade do vento.
Os Viking, eram hábeis cavaleiros, mas muitas vezes essa habilidade é eclipsada pela sua habilidade de construção e proezas de navegação. Sabemos da importância dos cavalos para os Vikings, em parte porque, em alguns casos, os cavalos têm acompanhado os seus proprietários para a sepultura. As sagas Vikings e mitos também dão eloqüente testemunho da importância que assume a cavalo.

Nessa imagem podemos ver as armas usadas por um cavaleiro Viking. A espada, lâminas de machado e estribo são originais, o escudo e a bainha são reconstruções.

Esta escultura pouco representa a cabeça de um homem, mas é talvez o retrato mais amplamente reproduzido de um Viking. Ela está no topo de uma alça de elkhorn e que parece nunca ter sido usada. O objeto foi encontrado em uma escavação em Sigtuna. Este homem muito distinto tem o cabelo cortado em pequenos pontos até o pescoço. O bigode parece ser torcido bem como o pescoço. O bigode parece ser torcido e encerado. Sua barba é meticulosa e cortada uniformemente. Seu capacete ponto é um capacete de forma afunilada.

Você quer saber mais?

ORRLING, Carin. Vikings, Stockholm: Svenska Institutet, 1997.

http://construindohistoriahoje.blogspot.com/search/label/PESSOAL

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
"O Homem inventou a máquina. A máquina, agora, quer fabricar homens. E se um dia saírem homens do ventre das usinas, também os úteros das mulheres gerarão homens-máquinas, sem coração, sem afeto, meros aparelhos de produção..."

Plínio Salgado.