-

-

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Pesquisadores dizem ter descoberto o mais antigo ancestral do homem moderno

Arqueólogos da Universidade de Tel Aviv anunciaram que podem ter encontrado a mais antiga prova da existência do Homo sapiens em Israel. Se a hipótese for confirmada, ela mudará as teorias sobre a origem do homem moderno.

Escavações nas grutas de Qesem, no centro de Israel, levaram à descoberta de dentes de cerca de 400 mil anos, idênticos a outros vestígios do homem moderno, ou Homo sapiens, encontrados no país. Os mais antigos indícios de Homo sapiens identificados, até agora, têm metade dessa idade.

- É muito emocionante para chegar a essa conclusão - disse Avi Gopher, cuja equipe analisou os dentes com raios-X e tomografias. O material foi datado de acordo com as camadas de terra onde eles foram encontrados.

Segundo o arqueólogo, ainda estão sendo feitas análises mais detalhadas para confirmar a hipótese.

Gopher comentou que se os restos estiverem vinculados aos antepassados do homem moderno, isso poderá alterar completamente toda a história da evolução do homem. Já Paul Mellars, da Universidade de Cambridge, afirmou que qualquer afirmação agora é prematura.

- É mais provável que os vestígios sejam de parentes antigos do homem moderno, os neandertais.

Segundo teorias, os humanos modernos e os neandertais têm origem num ancestral comum que viveu na África há 700 mil anos. Um grupo de descendentes emigrou para a Europa e evoluiu para os neandertais, depois extintos. Outro grupo ficou na África, originou o Homo sapiens e migrou mais tarde.

Você quer saber mais?

http://br.reuters.com/

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
"O Homem inventou a máquina. A máquina, agora, quer fabricar homens. E se um dia saírem homens do ventre das usinas, também os úteros das mulheres gerarão homens-máquinas, sem coração, sem afeto, meros aparelhos de produção..."

Plínio Salgado.