-

-

quarta-feira, 10 de março de 2010

HERMANN GORING E UM PSIQUIATRA JUDEU.


Durante os 11 meses que Goring esteve na prisão em Nuremberg, ele teve inúmeras conversas com o psiquiatra da prisão Leon Goldensohn que era judeu. Em certa vez Leon contou que Goring afirmava que o julgamento era uma hipocrisia, porque os americanos possuiam tantas leis raciais como os alemães(falaremos no próximo post sobre as leis raciais americanas). Goring afirmava não entender porque não jogaram a bomba Atômica em Berlim onde estava o seu pior inimigo? Ao contrário jogaram em duas pequenas cidades japonesas, Hiroshima e Nagasaqui. Considerava que isso refletia o fato de que não visavam as bases militares nelas, mas porque para eles uma criança caucasiana tinha mais valor que uma criança japonesa e o teste precisava de cobaias.
Muitas vezes segundo Leon ele indaga sobre os assassinatos em massa que haviam manchado para sempre todo o legado Nacional Socialista, que poderiam ter sido heroís, salvadores de uma Alemanha decadente. Mas segundo o próprio Goring seriam lembrados para sempre como assassinos.

Você quer saber mais?

http://pt.wikipedia.org/wiki/Wikip%C3%A9dia:P%C3%A1gina_principal

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
"O Homem inventou a máquina. A máquina, agora, quer fabricar homens. E se um dia saírem homens do ventre das usinas, também os úteros das mulheres gerarão homens-máquinas, sem coração, sem afeto, meros aparelhos de produção..."

Plínio Salgado.