-

-

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Poesias Integralistas

A Revolução Necessária

Mayrink

Despe a camisa verde - imediatista,

incapaz da renúncia do presente:

Nem por mudar uma camisa, a gente

conseguirá fazer-se Integralista...

Quem a vestiu, sonhando uma conquista

ambiciosa, iludiu-se, totalmente:

- O soldado de Deus não traz em mente

nenhuma presunção personalista...

Integralismo é a escola da humildade:

- Cristo pregando a reforma interior,

na Judéia do egoísmo e da vaidade...

Despe a camisa verde, da revolta

que não sentiste - ó mísero impostor...

Anula-te a ti esmo... e depois volta...

(Transcrito do Nº 1 da Revista Anauê!, Janeiro de 1935, Ano I)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
"O Homem inventou a máquina. A máquina, agora, quer fabricar homens. E se um dia saírem homens do ventre das usinas, também os úteros das mulheres gerarão homens-máquinas, sem coração, sem afeto, meros aparelhos de produção..."

Plínio Salgado.